domingo, 6 de julho de 2008

Escrever faz bem

Transformar nossos sentimentos em versos é uma arte, e uma arte que nos faz bem. A você que gosta de escrever, não tenha medo de revelar ao papel os seus sentimentos. Faça o teste, confie em si mesmo e tente. É claro que não dá para escrever de qualquer jeito; um português bonito e correto nunca é demais e não machuca ninguém. Eu comecei sem saber o resultado a uns 2 anos, e escrevo até hoje. Gosto dos momentos de solidão... estar só, já me serve de inspiração, e o resultado disso nem sempre é algo positivo. Muitas vezes o que se sente não é tão alegre ou bonito, mesmo assim, não tenha medo; transforme isso em arte, isto é, coloque no papel. O poema que segue é o resultado de um desses momentos:

O caos do ser

Coração descompassado, apreensivo
Semblante desfigurado, amargurado
Corpo trêmulo, já cansado
Mente irrequieta, acelerada
Derrama sobre o inocente papel
Em forma de palavras
Essas figuras de linguagem
Desenvolvida por mãos humanas
Sentimentos mais diversos
Em meio à confusão das linhas.
Os sujeitos já sem identificação
E os predicados vazios de sentido
Procuram estampar seu interior
Cheio de conflitos, desditos
Pelo seu exterior abominável.
Insuportáveis urros silenciosos
Atravessam-lhe a alma ressequida
Estilhaçando-lhe a vida.
Dor intermitente perdura.
Foi-se a doce ternura.
Prevalece exposta a fratura
Do ser...

Silvio Luiz

2 comentários:

menino do asteróide - B632 disse...

OI Silvio, obrigado pelo coments... seu blog tbm está bacana...

Tudo no meu blog é meu... as fotos eu que faço, e os poemas eu escrevo..

tenho flickr...

http://www.flickr.com/photos/meninodoasteroideb632/

www.fabrimendes.blogspot.com disse...

E ae Silvio..
VAlew pelo comentário lá cara... que bom que gostou do texto... os seus tbm estão bem legais.
abraços..

Tradutor - Translate

Visite-os também e surpreenda-se!