Visite minha loja no Solidarium

Coruj'arts

sábado, 23 de agosto de 2008

Perfeição - Legião Urbana (Um hino à nossa estupidez)



É incrível que pessoas, assim como o trovador solitário Renato Russo conseguem expressar seus sentimentos de forma clara e criativa. O trovador já não está mais entre nós, mas, suas composições ainda nos tocam de uma forma tão “certeira” que me pasmo. A sensibilidade com que compunha as letras de suas canções é espetacular.

Nesta composição “Perfeição”, o poeta fala de tudo um pouco, mas de uma forma tão bem expressa e tão bem harmoniosa (se me permitem tal termo), que a obra é sempre atualizada, isto é, as coisas que estavam acontecendo na sua época (não tão distante assim da minha) acontecem agora. Tanta sujeira, tanta maldade, injustiça e até perversidade, acontecem aos nossos olhos, debaixo no nosso nariz, mas, alguns ainda assim não percebem; parecem estar tão anestesiados com tudo, que não se dão conta de que a nação vai escorrendo pelo ralo.

Que você caro leitor, me perdoe tanto pessimismo, mas é o que está acontecendo. Fico indignado com isso, mas também não posso fazer muita coisa, quando todos à minha volta estão também como num transe. O poeta indignado (essa é a minha leitura) expõe os fatos através das palavras e das metáforas, expressa o seu “horror” com a violência, a fome, o descaso seja com relação à saúde, educação, política, democracia (que assim como a nação, também está escorrendo pelo ralo) mas, não perde suas esperanças por uma mudança dizendo “quando a esperança está dispersa, só a verdade liberta”. Essa seria uma boa atitude de nossa parte! Mas, o primeiro passo sempre é o mais difícil; me refiro à mudança de postura das pessoas que juntas formam esta nação; abrir os olhos desse povo, não é tarefa fácil: ela me pertence e a você também.

Chega de ficar de braços cruzados enquanto lobos disfarçados de mansos cordeiros, nos assaltam e levam toda nossa herança de um povo lutador, mérito esse, de cada um de nós e de nossos antepassados. Chega de só dizer amém a tudo que nos dizem. É chegada a hora de uma mudança. Mudança de postura, de mentalidade no que diz respeito aos nossos deveres e direitos, por que sabem muito bem cobrar nossos deveres, e nós? Quando aprenderemos a cobrar nossos direitos?

Não queremos celebrar a estupidez humana, a nossa estupidez! Vamos celebrar o novo! Vamos lutar pela verdade que está aos nossos olhos! Coragem! E que este hino à estupidez, não seja uma “homenagem” a nós, pelo resto de nossos dias!


Silvio Luiz


Nenhum comentário:

Tradutor - Translate

Visite-os também e surpreenda-se!