Visite minha loja no Solidarium

Coruj'arts

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Um olhar apenas

Bom, o que tenho a dizer, para introduzir o poema de hoje, é que cada faz uma leitura diferente de um poema, e creio que isso depende muito, do momento em que estamos vivendo. Assim, acontece também com uma obra de arte; o seu idealizador, quer transmitir uma mensagem, mas nem sempre aquele que está a observar tal obra, consegue ler ou descobrir o que o artista quis transmitir, pois o observador faz a sua leitura pessoal. Assim sendo, quero dizer que ao escrever esse poema, pensei na relação entre os olhos, ou melhor dizendo, o olhar, a sua forma, sua expressão. Um olhar pode dizer muitas coisas, sem que seja necessário pronunciarmos uma palavra sequer. Bem é mais ou menos por ai. Espero que gostem e entendam o que quis transmitir, mas, se não, também podem fazer sua própria leitura; isso também pode enriquecer um poema, ou mesmo uma obra.

Um olhar apenas


Um olhar apenas,

Diz tudo aquilo que

A boca não consegue

Traduzir com palavras.

Um olhar apenas,

Diz tudo o que

Não conseguimos

Traduzir com gestos ou ações.

Um olhar apenas,

Diz tudo aquilo

Que está encerrado

No silêncio do coração.

Um olhar apenas,

Revela nossos sentimentos,

Sejam de angústia ou

Simplesmente de alegria.

Um olhar apenas,

Denuncia quem somos,

A situação em que estamos,

E aquilo que almejamos.

Um simples olhar

Pode dizer tudo isso

Sem termos que dizer nada!

Não é à toa

Que os olhos são chamados

O espelho da alma.


Silvio Luiz

Um comentário:

silvestre disse...

Amigo
Parece que os olhos são o espelho da alma.
Eu gostei do poema

Tradutor - Translate

Visite-os também e surpreenda-se!