Visite minha loja no Solidarium

Coruj'arts

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Ode à saudade (tenho bons amigos)

Durante nossa vida, conhecemos muitas pessoas, e a algumas delas (sim, porque isso não é privilégio de todos) damos o nome de amigos. Uns passam rápido, uns deixam marcas boas em nós, outros não, outros passam por nós e ficam e estes nos ensinam coisas novas todos os dias, mas há também aqueles que passam rápido, mas permanecem “plantados” em nós mesmo apesar da distância ou do tempo que provocam a saudade. São pessoas maravilhosas, espirituosas cheias de carisma, que conquistam seu espaço em nossos corações e dali, só “sairão” quando partirmos desse mundo. Essas pessoas sempre deixam algo bom e até mesmo divino em nós, porque a comunhão entre amigos, ou a comum união entre pessoas que partilham mesmos sentimentos é sim, algo espetacular e divino. E é nessa partilha que aprendemos a ser mais humanos, a sermos mais gente, e a sermos mais nós mesmos, porque dizem que o amigo é como um espelho, e espelhando-nos nas boas amizades nos tornamos pessoas melhores. E foi pensando nas boas amizades que tenho que escrevi esse poema.


Ode à Saudade


Pedaço de saudade que me invade
Que de minha vida um dia fez parte
Te reencontro em pensamento
E em todo e qualquer momento
Por ti uma prece faço
Que Deus não permita que este laço
De amizade e comunhão fraterna
Desfaça-se com o tempo
Mas que ele continue sendo
Este mesmo sentimento
De união em busca da verdade
Seja na tristeza ou na felicidade
Que um dia te colocou em meu caminho
E me mostrou que ser amigo
É mais do que apenas dizer oi
É viver sorrindo
Mesmo quando o coração
Sente-se solitário
Porque a certeza do reencontro
Traz o intenso brilho
Que a saudade transformou
Em dor...


Silvio Luiz

Um comentário:

Ivani disse...

Olá!
Obrigada pela visita e comentário no meu blog. Gostei muito do seu. Você escreve muito bem. Parabéns.
Beijos
Ivani
P.S.: Vou te linkar.

Tradutor - Translate

Visite-os também e surpreenda-se!