sábado, 4 de outubro de 2008

Primavera



Bom, o blog está um pouco parado, isso é um fato. Agora um outro fato interessante foi o de que eu não sabia o que postar, então fui verificar os meus arquivos, e meus olhos fixaram-se em um, e disse a mim mesmo: “ é esse”. É um poema que fiz ano passado nessa mesma época. Eu sei que já faz alguns dias que entramos nessa estação, mas o que vale é a intenção. Seu título, óbvio, é Primavera, espero que gostem. Abraço a todos

Primavera


Lindos, cheios de beleza

E esplendorosa formosura

Os botões anunciam a chegada

Da prima mais amada dos poetas

Senhorita deslumbrante e fina

Que a todos alegra

Com seus perfumes mais agradáveis

E com suas cores inigualáveis.

Como a mulher que se apronta

Para seu amado e querido esposo

Embelezando-se com cores vibrantes

E perfumando-se

Com suas mais variadas fragrâncias

Ela se apresenta à todos

Sejam ricos ou pobres

E não faz distinção de ninguém

Eis a Primavera que chega

Para alegrar nossas vidas!


Silvio Luiz

Tradutor - Translate

Visite-os também e surpreenda-se!