Visite minha loja no Solidarium

Coruj'arts

sábado, 8 de novembro de 2008

Incentivando a escrita

Resultado de um trabalho realizado em uma sala de 1º ano do ensino médio e uma de 3º, em uma escola da cidade de Rio Claro, onde tenho trabalhado esse ano como professor eventual, estes dois poemas que seguem foram escritos por alunos. Todo professor, tem o papel de incentivar seus alunos para a leitura, cada qual com sua disciplina correspondente, mas também pode e deve incentivá-los para a escrita. Estes dois poemas que seguem, foram escritos numa das aulas eventuais da disciplina de língua portuguesa. Entre os alunos que participaram, foi sorteado um livro: a Antologia IX do CLIRC (Centro Literário Rio Claro). A atividade proposta teve por intuito despertar o aluno para a escrita, pela qual pode-se expressar os sentimentos das mais variadas formas, transformando esses sentimentos em palavras, e o conjunto de palavras em poemas. Apesar de nem todos participarem, o resultado foi positivo! Segue os poemas:


Queria (Mayara - 1º ano)


Hoje eu queria sair, queria te buscar

Mas de repente vejo que é impossível

Onde iria te encontrar?

Então resolvi ficar pensando em você

Eu te amo, sabe?

Te amo como jamais ninguém te amou

Hoje tive saudade.

Tive a impressão, que vi sua imagem

Você estava sorrindo para mim.

Mas logo percebi que era só uma miragem

Você não estava comigo

E logo as lágrimas rolaram em meu rosto

Mas não as enxuguei

Pois elas era um pouco de você!


Um amigo (Camila – 3º ano)


Na vida passamos por obstáculos

Muitas vezes nos sentimos desamparados

Mas encontramos uma luz

Um amigo que nos ajuda e conduz

A amizade é uma conquista

Não é algo que encontramos no caminho

Tem que nascer com o tempo

Nos momentos felizes e de sofrimento

Ela nos mantém unidos

Nos ensina a respeitar

Pois estamos perto

De quem se pode confiar

Podemos dar vários nomes

Mas essa pessoa sempre será:

Um AMIGO de verdade

Em quem se pode confiar.

Nenhum comentário:

Tradutor - Translate

Visite-os também e surpreenda-se!