Visite minha loja no Solidarium

Coruj'arts

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Nos braços da poesia II

Nossa! Atualizar de vez enquando é bom, não é? Fiquei um tempo sem vir aqui. E nesse meio tempo escrevi mais alguns poemas, e este é o mais recente de todos. Beijos e abraços!

Nos braços da poesia II

Nos braços da poesia
Deito-me e deleito-me.
Versos reversos
E por muitas vezes inversos
Seduzem-me como a noite
Gélida e pontilhada de estrelas.
Os versos aconchegantes
Acalmam-me
Colocam-me em estado de paz
Paz espiritual, paz física e mental.
O jogo das palavras
Encantam-me como um jardim
De belas e perfumadas flores.
Nos braços da poesia
Viajo... para longe, para perto
Para o passado, para o futuro.
Nos braços da poesia
O tempo não é mais tempo
Mas, eternidade
Onde viver, não é só respirar
Mas, amar a vida, intensamente
E tudo a que ela pertence!


Silvio Luiz

Tradutor - Translate

Visite-os também e surpreenda-se!