domingo, 6 de setembro de 2009

Momentos



"Mas há dias em que
nada faz sentido"

A noite fria e escura cai
Inocente e silenciosa.
No coração a solidão se eleva
E a alma se desfaz em pranto.
Uma saudade cortante como navalha
Atinge o corpo como num golpe
E vai retalhando toda a calma
E a paz reinante até então.
Uma dor toma conta de tudo
E tudo o que era certo
Já não mais o é.
Pedaços de amor vão se espalhando.
Uma lágrima nasce e desliza
No rosto marcado pela incerteza.
O tempo consome os sentimentos.
A quietude se desfaz.
Transcender tudo?
Impossível...
Marcas não se apagam
E enquanto eu existir
Momentos como esse
Se farão presentes
Acostumar-se com eles?
Jamais...
Vivo porque não há outra saída!

Silvio Luiz

Créditos da imagem: http://vidacoletiva.blogspot.com/2009_07_01_archive.html

5 comentários:

Davi Machado disse...

"Vivo porque não há outra saída!"

cara, por isso que tenho saudade do que vc escreve, sim, concordo com tudo em teu poema, é triste, mas é esse nosso fardo,
da triste noite tirar um sorriso banhado pela lua!

parabéns amigo!

THAMIRIS disse...

Muito bonito.. tocante.
Parabens pelo blog!

Um bom feriado pra você Silvio!

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Muito bonito e muito triste: a frase final me assustou...

Um beijo com carinho!

Sonia Regina.

Davi Machado disse...

amigo Silvio, tem um selo pra vc em meu blog! vc merece

té mais

cristiane machado disse...

Muito belo querido, e tem um selinho pra vc lá no meu blog.
Peguei seu banner tb tá?
Beijinhos.

Tradutor - Translate

Visite-os também e surpreenda-se!